Assista ao Vídeo Manifesto dos Indigos - Os Visionários do Caminho





Vídeo Institucional da Escola de Criatividade do Instituto
Mensageiros do Amanhecer






Uma aula numa Oficina da ESCOLA DE CRIATIVIDADE da Casa Índigo

terça-feira, 22 de outubro de 2013

HORTA ORGÂNICA: Aprenda a fazer uma dentro de casa

horta-capa.jpg
Horta orgânica: comida saborosa, saudável e sustentável.


Cultivar uma horta orgânica, independente do tamanho e da variedade de alimentos plantados, é sempre bom. Bom para a saúde e o bem-estar da família, que irá ingerir alimentos mais saudáveis e livres e agrotóxicos, e também para o meio ambiente, que deixará de receber produtos químicos e ter seus recursos naturais, como solo e água, explorados de forma insustentável. Fazer uma horta em casa aumenta o seu contato com a natureza e economiza nas feiras e supermercados.
É preciso ficar atento e tomar alguns cuidados na hora de montar a sua horta. Elas podem ser feitas em todos os tipos de casa e apartamentos, só precisam ser adaptadas ao espaço e aos recursos disponíveis.

Preparativos


horta-capa-2.jpg
Confira o clima, o solo, o local de plantio e as espécies antes de começar sua horta/Foto: Almargem


Antes de iniciar sua horta, fique atento aos seguintes fatores:

Clima – ele é determinante na adaptação de certas culturas e deve ser levado em consideração na seleção de variedades. As diferenças entre estações, quanto à temperatura e volume de chuva devem ser verificados, servindo como base para um calendário de épocas de plantio.

Solo - muita atenção ao tipo e cuidado do solo. O solo é considerado um organismo vivo, que interage com a vegetação em todas as fases de seu ciclo de vida. Devem ser analisados em seus aspectos físico (textura e estrutura), químico (nutrientes) e biológico (organismos vivos existentes no solo).

Local – o lugar da instalação da horta tem de ser de fácil acesso, maior insolação possível, água disponível em quantidade e próxima ao local. Não devem ser usados terrenos encharcados. Os canteiros devem ser feitos na direção norte-sul, ou voltados para o norte para aproveitar melhor o sol. No local da horta não é aconselhavel a entrada de galinhas, cachorros ou coelhos.

Espécies – escolha com cuidado o tipo de vegetal que você irá plantar. Cada espécie precisa de um tipo de tratamento e possui um ciclo de crescimento próprio. Informe-se na hora de comprar as mudas e sementes e verifique se aquele tipo irá se adequar à sua horta.

Dentro de casa


horta-apartamento.jpg
Dentro de casa, prefira os vasos e as espécies menores, como temperos/Foto: Drang

Para montar uma horta em espaços pequenos, como apartamentos, prefira os vasos. Eles podem ser de qualquer tamanho, apenas assegure-se de só plantar espécies que irão se adaptar ali.

Passo a passo:

1. Escolha um vaso com furos;
2. Encha um terço do vaso com brita ou pó de brita, para a drenagem;
3. Coloque uma mistura de duas partes de terra, uma parte de composto orgânico e uma parte de húmus até a borda do vaso;
4. Espalhe um pouco de areia;
5. Plante as mudas;

Em espaços médios


horta-canteiro.jpg
Use sempre adubos orgânicos, como os compostos/Foto: terracotabolsas

Se você dispõe de um espaço um pouco maior, pode plantar as espécies diretamente na terra, em um canteiro. Você pode cultivar os mesmo alimentos indicados para os vasos, além de outros, que precisam de mais espaço.

Passo a passo:

1. Revolver o solo com enxada ou pá, deixando a terra bem solta e fofa;
2. Misturar o composto orgânico;
3. Deixar o canteiro 20 centímetros acima do nível do terreno;
4. A largura do canteiro deve ser de no máximo 1,20 m;
5. Marcar os espaçamentos (exemplo: os pés de alface devem ficar a dois palmos um do outro);
6. Posicionar as mudas de maneira intercalada, em forma de triângulo, para evitar a erosão;
7. Misturar as sementes com areia e espalhar com a mão sobre o canteiro de maneira mais uniforme possível;
8. Regar pelo menos uma vez ao dia. Em regiões quentes, duas vezes ao dia até as mudas emergirem. Regar nas horas frescas, de preferência pela manhã.

Em espaços grandes


horta-quintal.jpg
Hortas grandes exigem mais cuidados, mas a recompensa pode ser grande/Foto: blog visão

Se você possui uma área maior, como um terreno ou um amplo quintal, pode fazer uma horta mais estruturada e com maior variedade de alimentos. Essas dão mais trabalho, mas certamente você será compensado.

Passo a passo:

1. Monte a sua horta orgânica em uma área sem muito movimento. Se você tiver animais, coloque uma cerca de bambu, madeira ou outro material para que eles não entrem.  Escolha um lugar que receba muito sol. Se você mora em uma região seca, é preciso ter uma fonte de água próxima.
2. Limpe a área que será plantada. Você precisa tirar as ervas, o capim, as plantas velhas e as pedras. Aproveite esses resíduos naturais para produzir seu próprio adubo natural.
3. Are a terra quando tiver limpado o terreno. Use enxada ou arado para remover bem. A terra deve estar úmida para ser arada.
4. Coloque o composto orgânico na terra para que ela seja mais fértil e as frutas, verduras e legumes cresçam facilmente. Espalhe uma camada de 4 cm de adubo e misture bem com a terra da superfície.
5. Para plantar, faça um desenho da sua horta. Informe-se sobre como cresce cada fruta, verdura e legume que você pretende plantar, como eles devem ser agrupados e qual é a distância necessária entre eles para um bom crescimento.
6. Faça sulcos a cada 30 cm, que atravessem a horta inteira. Isso organizará suas frutas e verduras e permitirá que você se desloque sem problemas pela plantação. Coloque tijolos, pedras ou madeiras dentro desses sulcos para poder andar sem pisar nas plantas.
7. Siga as instruções das embalagens das sementes. Informe-se sobre o crescimento e agrupe-as de acordo com as informações que você obteve ou as indicações de um especialista.
8. Proteja a sua horta contra pragas e insetos. Remova as ervas-daninhas que crescerem entre as plantas, já que elas absorvem a água que a sua horta precisa para crescer.

Dicas:
  • Se o seu terreno é muito argiloso, acrescente areia junto com o adubo, para ele ficar mais permeável à água.
  • A irrigação é fundamental para um bom crescimento. O sistema por gotejamento é o ideal.
  • Você pode colocar palha nos sulcos para evitar o crescimento de ervas-daninhas.
  • Os tempos de crescimento de cada verdura, cada fruta e cada legume são diferentes, assim como as estações do ano em que cada um deve ser plantado. Informe-se bem a respeito e confira a tabela abaixo para saber quando plantar cada muda.

calendario-plantio.gif




 * * * * * * * *

 

Faça você mesmo: Horta suspensa

 

material
Veja o material que você vai precisar/Fonte: Instructables


Que tal ter uma horta pendurada no teto da área de serviço ou na varanda do quintal de casa? A alternativa pode ser uma boa opção para donas de casa que criam galinhas, coelhos, cachorros ou outros animais que não deixam o jardim florescer.
Para fazer a horta suspensa você vai precisar:
  • Uma muda de planta (pode ser tomate, feijão verde ou seu legume favorito);
  • Uma garrafa de refrigerante pequena;
  • Um perfurador;
  • Fita adesiva;
  • Estilete ou faca afiada;
  • Terra vegetal suficiente para preencher 3/4 da garrafa;
  • Xaxim;
  • Corda;
1º passo:


corte
Corte o fundo da garrafa.






2º passo:


fita-adesiva
Forre a parte cortada com fita adesiva para previnir contra cortes e dar maior estabilidade ao plástico quando estiver pendurado.


3º passo:


furos
Faça quatro furos na garrafa mirando no centro da fita adesiva.


4º passo:


colocando
Coloque a planta dentro da garrafa tomando cuidado para não machucá-la ao passar pelo gargalo. Tente espalhar ao máximo a raiz para que ela não se prenda a espaços.


5º passo:


terra-vegetal
Encha a garrafa com terra vegetal.


6º passo:


cordao
Passe o cordão pelos quatro furos e prenda a garrafa em um local ensolarado.
Pronto! Agora é só molhar a plantinha e esperar que ela floresça ou dê frutos!

Pronto:


final



 * * * * * * * *


Crie Horta Comunitária fixa ou móvel

 

imagem-11.jpg
Organize uma horta com seus vizinhos e tenha alimentos orgânicos à disposição de todos/Foto: Burpee Gardens


Não tem espaço em casa para plantas hortaliças e legumes? Que tal construir uma horta coletiva? Pode ser em uma área comum do condomínio ou da rua. Converse com seus vizinhos e organize como será feita a plantação, manutenção e divisão do que for produzido. Certamente todos sairão ganhando.
Uma pequena plantação com frutas, verduras, legumes e hortaliças proporcionará alimentos frescos, saudáveis e saborosos. Essa ainda é uma boa oportunidade para estreitar os vínculos entre os membros da comunidade e valorizar o contato com a natureza.

horta.jpg
Reúna seus vizinhos e crie uma horta comunitária/Foto: Paul Burns

Funciona assim: vocês escolhem um local adequado à atividade e acessível a todos da comunidade e organizam um sistema coletivo de criação e manutenção da horta. Depois, é só colher as verduras, legumes e vegetais fresquinhos e distribuir entre os participantes.
Esses espaços, iniciativas comuns em diversas cidades de países como Reino Unido, Canadá e Estados Unidos, são totalmente públicos. Eles pertencem e são geridos pela comunidade, possuem acesso livre para qualquer pessoa e são uma ótima maneira de estreitar os lanços dentro da comunidade, além de oferecer um ambiente saudável e agradável onde todos podem ter maior contato com a natureza.
Tudo isso sem falar na possibilidade de ter sempre alimentos orgânicos, fresquinhos e gratuitos para todos do bairro.


Horta móvel estimula a alimentação saudável e reforça laços comunitários


 urbanbuds-capa.jpg

Com o crescimento demográfico, os espaços nas grandes cidades se tornaram cada vez mais multiculturais e diversificados. Para o designer Gionata Gatto a alimentação está presente nesse mix cultural como uma forma de identidade de cada grupo. Por isso, ele decidiu criar algo que simbolizasse essa mistura e valorizasse a bagagem cultural de todos os povos presentes nos centros urbanos.
Assim surgiu o UrbanBuds, uma mini-horta portátil em forma de mala que pode comportar até 36 pés de frutas, legumes, verduras e hortaliças. “Costumamos dizer que sempre que nos mudamos trazemos conosco a nossa bagagem cultura, o nosso saco de experiências”, afirma Gatto. Influenciado por essa concepção ele criou o objeto, que é recheado de terra e funciona como uma horta vertical.
Basta plantar as sementes ao redor da mala-horta e cuidar como uma plantação regular. As plantas irão crescer ao longo do objeto e transpor a camada de tecido que sustenta o solo e as raízes. Dentro de algum tempo, será possível colher a safra com em uma horta comum.


urbanbuds-03.jpg























Cultivando redes

Mais do que apenas cultivar uma horta, o projeto pretende transformar a relação dos moradores de um bairro. “As pessoas podem modificar espaços não utilizados da vizinhança, transformando esses locais em áreas dedicadas à socialização, onde eles podem cultivar sua própria horta, atender a outros bairros e criar novos relacionamentos.”, conta o criador.
“Nas zonas urbanas, onde as diferentes culturas convivem, a colaboração e o diálogo conjunto podem contribuir para a afirmação das novas comunidades. Como consequência, os grupos tornam-se mais ativos, presentes e autônomos. Por esta razão, aspectos como a configuração de uma área urbana, as atividades propostas para seus espaços, a participação dos cidadãos no seu desenvolvimento e a reavaliação do terreno que não estiver sendo utilizado pode contribuir para a qualidade das relações entre os moradores e suas culturas”, completa.

urbanbuds-02.jpg

Apesar de não ser um projeto simples de ser copiado, a proposta pode ser adaptada a diferentes regiões, contextos e materiais. Por que não tentar uma horta vertical utilizando caixas de madeira ou organizar um jardim comunitário no seu bairro?
O UrbanBuds foi o resultado do projeto de graduação na Academia de Design Eindhoven e Gatto não informa sobre a possibilidade de comercializar a horta. Os interessados podem encontrar mais informações no site ou pelo e-mail gionatagatto@atuppertu.com.


Hortas e compostagem em casa

 

horta
No site Cultivando, há mais informações sobre hortas em vaso e em canteiro/Foto: Dirlei Dionísio


Quem gosta de cozinhar sabe que nem sempre a quantidade de verduras e folhas vendida em supermercados e feiras corresponde às expectativas. O valor e o tamanho de um molho de coentro pode variar de acordo com o lugar onde é vendido, e as vezes mal dá para preparar um prato.
Para quem está pensando em montar a sua própria horta, nós selecionamos alguns sites com dicas e passo-a-passo úteis para produzir folhas e verduras com qualidade.

Cultivando

Especializado em cultivo de plantas, o site Cultivando mantém um acervo de instruções sobre cuidados com orquídeas, plantas medicinais, bonsai, verde nos interiores e, claro, horta.
A sessão de hortas está dividida em dois tipos: canteiros, para pessoas que têm espaço de sobra para plantações; em vasos, para aqueles que moram em apartamentos e não podem fazer muita meleira.
Visite o site...



Horta da formiga

O Serviço Intermunicipalizado de Gestão de Resíduos do Grande Porto, de Portugal, criou o site Horta da Formiga, com informações sobre plantação orgânica, horta, compostagem e jardim natural. No site há uma área de downloads com publicações sobre receitas de sobre requintadas, como manter o jardim sustentável, guia de conservação de alimentos.
Visite o site...



How Stuff Works

Quer saber como montar uma horta doméstica? No site How Stuff Works há informações sobre equipamentos necessários, guia de ervas aromáticas, artigos sobre animais e plantas, e como montar um espaço de horta.
Visite o site...


Fontes: www.jardimdeflores.com.br, 
             www.wiki.bemsimples.com 
             www.planetaorganico.com.br
Publicado: http://www.ecodesenvolvimento.org/

Nenhum comentário:

Postar um comentário